quarta-feira, novembro 07, 2007

Happy 30th B-day!

Jah andei num carro de policia! Sim, Carolina foi parada pela policia por velocidade na noite anterior ao seu aniversario, de 31 de agosto pra 1 de setembro. Me deu uma sindrome de noite de Porto Alegre e pisei fundo para chegar em casa rapido. Me ralei...

Momento de cinema: eu, sozinha no carro, e uma "viatura" comeca a me seguir... MUITAS LUZES, sem nocao. Tipo filme mesmo. Por alguns segundos eu pensei que pudesse nao ser comigo, e que ele ia me ultrapassar. Mas dai comecei a ouviras vozes no alto-falante: PULL OVER IN THE NEXT CORNER. Tipo, pra parar na proxima esquina. Daih eu vi que a coisa era comigo mesmo e fui parando o carro devagarzinho. Carol fora da lei! Aos 29 anos e 47min do segundo tempo. O guardinha, que trabalha aqui na pacata Fairfax e nao tem mais nada para fazer da vida, me perguntou pra onde eu ia tao rapido. Eu disse que estava indo para casa, porque era noite do meu aniversario e queria chegar logo. Claro que fiz o olhar mais doce possivel, e pisquei varias vezes... Nao adiantou muito. Depois de uma meia hora suando frio no carro (ok, eu estou com tudo certo aqui, nada me incrimina, pensamentos a mil, momento Woody Allen), o guardinha de bermudas e pouca telha me avisa que tomei uma multa por velocidade e que nao vou mais poder dirigir ateh tirar uma carteira local, pois ele nao reconhece a minha carteira internacional (que tive tanto trabalho para fazer)! Caracas! Dai jah estava com um noh na garganta... Ele disse que eu ia ter que deixar o carro ali e pedir uma carona ou chamar um taxi para ir para casa. Detalhe: taxi em Marin County leva uns 30min sem exagero para chegar. Noite, frio, Carolina, aniversariando, vindo de um bar em que uns americanos baboes ficaram dizendo a noite toda que transam desde1971 (serio, o cara muito bebado sem nocao)... Sabe aquele momento impar na vida de uma pessoa?! Entao eu chorei, e lavei a alma na frente do guardinha de baixa estatura, bermudas cor caqui e pouca telha.

Ele teve que bater uma foto da minha pessoa (momento Paris Hilton), assinei um papel e pedi carona para o officer (momento cara de pau). Resumo da opera, como ele eh homem e eu sou mulher, disse que eu teria que ir no banco de tras do "auto-policia". Mas daih ele jah estava um amor comigo. Soh faltou pedir desculpas por ter me parado. Alias, quase pediu. Cheguei em casa no banco desconfortavel de plastico do carro do "seu policia".

Jah andei num carro de policia nos EUA, tah?! Mas nao fui presa. :p

3 comentários:

Juliano disse...

Que insensível esse "seu polícia" de Fairfax ! com esse perfil ele deveria atuar no município vizinho: "Unfairfax". Duvido que lá deixem ele trabalhar de bermudas! onde já se viu?

:-P
Terrible trocadalho do carilho...

Beijo !!!

Perséfone disse...

hahaha!!!!!
É muito gostoso de ler suas peripécias.
bjks

Melissa disse...

Opa...
A (ex) Perséfone é a Melissa!